Lin Caitano: quando o amor pela dança começa logo cedo
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        
  • Lin Caitano | FOTO: Divulgação
    img
  •        

Natural de Paudalho, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, o artista tem uma ligação muito forte com suas origens, que influenciou no seu despertar para a dança

Para a maioria das crianças, ter contato com a dança pode ser visto como brincadeira e entretenimento, mas para Lin Caitano, bailarino e coreógrafo, esse foi o gatilho para despertar o seu amor pela dança. O artista, que participou do nosso Festival de Vídeos de Dança Na Ponta do PÉ (realizando em dezembro) com a videodança Trindade, terceiro vídeo mais curtido do nosso festival, contou pra gente sobre sua trajetória na dança.

“Recordo bem que a participação dos veículos de comunicação, a priori a televisão e seus programas de auditório, com muita música e dança, traziam para o público o entretenimento de corpos dançantes, na grande maioria ou quase unanimemente dançarin(as), e esses momentos dançados sempre me chamaram muita atenção”, explica o dançarino sobre como começou o seu acordar para a dança.

Como nem sempre a representação masculina neste meio foi comum, assim que o então garotinho conseguiu enxergar isso alguns gatilhos começaram a ser acionados. “Era momento de explosão do grupo Musical ‘É o Tchan!’, e a participação de um dançarino como parte do grupo me chamava muita atenção, e de uma certa forma me confortava e acolhia. Na minha, rua além das brincadeiras como pega-pega e corda, as crianças e os mais jovens sempre se juntavam a frente da TV para dançar ritmos musicais que estavam em ascensão na época. Então, a partir desse recorte, que cresci uma criança estimulada pela dança e música”, lembra.

Lin é natural de Paudalho, município da Mata Norte de Pernambuco, e suas raízes o influenciaram a ter se tornado o profissional e amante da dança que ele é hoje. “Comecei a estudar teatro e dança aqui. Minha cidade é muito rica culturalmente, repleta de manifestações populares, como bois, caboclinhos, maracatus, blocos, clubes carnavalescos, quadrilha junina e belas procissões. Dessa forma, cresci em um celeiro cultural rico e diverso e, sem dúvida, influenciou nos meus primeiros passos na arte e, consequentemente, na dança”, relembra o paudalhense sobre como foi no princípio.

FORMAÇÃO NA DANÇA

Todo esse amor fez com que ele se dedicasse e buscasse se aprimorar. Graduado em Licenciatura em Dança pela UFPE e pós-graduado em dança educação, enquanto vivia a vida acadêmica, ele também fazia cursos que o ajudaram como profissional. “Fiz formações e aulas de Danças de Salão (Casa de Dança Everaldo Lins), Dança Contemporânea e Ballet Clássico (Núcleo de Danças Venícius Passos”, relembra. Como bailarino, ele já foi integrante da Cia. de Teatro e Dança Kascabuio, da Cia. de Dança Everaldo Lins – Dança de Salão, Grupo InterCruzados e Cia Parana-Puco.

“Ressignificar minhas ações através da dança é sem dúvida transformador. Poder estudar, trabalhar e trazer qualidade de vida para meus alunos e público é maravilhoso. É muito satisfatório poder, além de falar de arte e cultura, trazer através das multifaces da dança conhecimento as pessoas, uma nova forma de se ver, sentir e mover. Vejo essa importância como um belo legado, que todo artista que ama o que faz, sente o prazer de realizar e promover sua arte todos os dias, para varias pessoas”, comenta o pernambucano sobre a relevância da dança na sua vida.

VIDEODANÇA TRINDADE

Para o Festival de Vídeos de Dança Na Ponta do PÉ, Lin trouxe Trindade, uma pesquisa espetáculo que faz um recorte de três grandes pontos importantes da cultura Paudalhense: o Polo de Romaria de São Severino dos Ramos, a Monocultura da Cana de Açúcar e a Fabricação de Artigos Cerâmicos para a Construção Civil.

“O nome da proposta dançada foi escolhida em alusão a doutrina cristã da TRINDADE (do latim trinitas "tríade", de trinus "tripla") que define Deus como três pessoas consubstanciais, expressões ou hipóstases: o Pai, o Filho (Jesus Cristo) e o Espírito Santo; "um Deus em três pessoas". As coreografias foram pensadas em dramatizar as diferentes formas de manifestações corporais do homem em seu oficio. Buscando, levar para a cena, as macro e micropolíticas/filosóficas da sociedade sobre o corpo no seu fazer artístico”, expõe.

Todo esse carinho pelo lugar que viu os seus primeiros passos esteve presente em todo o processo, inclusive no processo criativo do vídeo. “Busquei então transitar sobre esses três pontos socioculturais do município. Assim transmitir a veracidade do esforço dos trabalhadores de Olarias e Canaviais, a singularidade e fé dos romeiros(as) que viajam quilômetros para pagar suas promessas e agradecer as graças alcançadas”, descreve ele sobre o que ele quis passar no vídeo.

A seguir, confira a videodança: 

Lin Caitano, profissional da dança

Sobre os trabalhos que desenvolve atualmente, ele revela os lugares onde ele está. “Atualmente, trabalho como professor de artes, atuando como professor, coreógrafo e bailarino, transitando por diversos seguimentos da dança. Estou pesquisando com a Paranã-puco; Dirigindo a Coreografia da Junina Rosa Linda Linda Rosa-Paudalho, a quadrilha junina mais antiga em atividade do Estado; sou integrante do Elenco de Dançarinos da Junina Lumiar-Recife; e Grupo de Dança Gal- Balé Folclórico- Recife”.

Além de trabalhar e pesquisar dança nos seguimentos de danças populares, dança de salão, dança contemporânea e balé clássico, Lin também atua no seguimento escolar e em academias de danças com aulas, cursos e workshops. O profissional pode ser contactado através do Instagram @lincaitano ou Whatsaap (81) 99900.8850.

Já é um assinante Na Ponta do PÉ? Tenha acesso a conteúdos exclusivos no nosso site e ajude a apoiar o jornalismo especializado em dança de qualidade. Planos a partir de R$ 15! ❤️ Assine: napontadope.com/registrar.  




Postado por


COMPARTILHE:

Sobre o autor
Aline Antunes

    ÚLTIMOS POSTS:

    • Grupo Vida comemora 40 anos com apresentação de “Frozen, o musical”
      Grupo Vida comemora 40 anos com apresentação de “Frozen, o musical”
    • Cobertura do espetáculo Anamauê, do Pantomima Grupo de Dança
      Cobertura do espetáculo Anamauê, do Pantomima Grupo de Dança
    • Dia Internacional da Dança é comemorado com ensaio aberto, via live, e workshops
      Dia Internacional da Dança é comemorado com ensaio aberto, via live, e workshops

    2 Comentários

    Lin Caitano

    2022-02-15 18:29:16 Responder

    Muito Obrigado queridos(as)! Forte abraço a vocês 🤗

    Lisangela

    2022-02-15 18:41:46 Responder

    Lin, muito orgulho do ser humano que vc é, vai em busca dos seus sonhos, pra mais difícil que seja não desiste, admirável seu talento, determinação, coragem… Fui pra alguns espetáculos e nossa foi maravilhoso ver o seu tudo! Deus continue te abençoando cada vez mais, merece tudo de boooom. Bjs adorooooo vc!❤️

    Deixe um comentário

    Mensagem